skip to Main Content
(11) 3031-6164 (11) 99003-8847

Síndrome de Lennox-Gastaut

A síndrome de Lennox-Gastaut é uma síndrome de epilepsia relativamente rara com uma incidência de 1,9 a 2,1 por 100.000 crianças, mas é responsável por aproximadamente 6% a 7% das crianças com epilepsia intratável. O início ocorre tipicamente nos anos pré-escolares, e os meninos são afetados preferencialmente. Dois terços dos casos ocorrem em crianças com anormalidades cerebrais preexistentes, um terço das quais tem história de síndrome de West.

Na síndrome de Lennox-Gastaut pode-se observar variados tipos de crises epilépticas generalizadas, incluindo crises tônicas, atônicas, mioclônicas e ausências atípicas.

As crises tônicas noturnas são bastante características da síndrome de Lennox-Gastaut, mas costumam ser sutis e difíceis de reconhecer sem a gravação de vídeo-EEG. As crises tônicas e atônicas diurnas costumam causar quedas o que pode ser um agravante pela possibilidade de trauma.

O diagnóstico é realizado pela história clínica e identificação dos tipos de crise e exame de eletrencefalograma característico.

 

As crises epilépticas na síndrome de Lennox-Gastaut são refratárias ao tratamento medicamentoso. Opções de tratamento a este tipo de epilepsia seriam a dieta cetogênica, a intervenção cirúrgica (Calosotomia) e a terapia por estimulação de nervo vago (VNS).

O tratamento ideal deve ser individualizado e definido após uma avaliação médica criteriosa.
Consulte um(a) Neurologista.

Back To Top