skip to Main Content
(11) 3031-6164 (11) 99003-8847
Ataque De Tremores Em Crianças

Ataques de Tremores em Crianças vs Epilepsia Infantil

Ataques de Tremores em Crianças: um fenômeno que faz pensar em Epilepsia Infantil

Os “shuddering attacks”, ou ataques de tremores em crianças, são episódios repentinos e transitórios de tremores involuntários que podem ocorrer em crianças.

Embora esses episódios possam ser alarmantes para os pais e cuidadores, muitas vezes acreditando tratar-se de epilepsia infantil, é importante saber que são um quadro benigno e entender mais sobre eles para poder lidar eficazmente com essa condição.

O Que São “Shuddering Attacks” em Crianças?

Os ataques de tremores em crianças se manifestam como tremores intensos e rápidos, geralmente acompanhados por uma expressão facial de medo ou desconforto.

Esses episódios podem durar de alguns segundos a cerca de um minuto e ocorrer de forma esporádica, sem aviso prévio.

Sintomas e Características dos Ataques de Tremores em Crianças

Os sintomas típicos dos shuddering attacks incluem:

  • Tremores rápidos e involuntários, geralmente nas extremidades.
  • Expressão facial de medo ou angústia durante o episódio.
  • Respiração rápida ou superficial.
  • Ausência de consciência ou mudanças no estado de alerta durante o ataque.

É importante observar que os ataques de tremores não são convulsões e geralmente não são acompanhados por perda de consciência.

Possíveis Causas e Desencadeadores dos Ataques de Tremores em Crianças

As causas exatas dos shuddering attacks em crianças ainda não são completamente compreendidas. No entanto, esses episódios podem estar relacionados a fatores emocionais, como ansiedade ou estresse, e podem ser desencadeados por situações de desconforto emocional.

O Que os Pais Podem Fazer diante de Ataques de Tremores em Crianças

Se você suspeita que seu filho está experimentando shuddering attacks, é importante buscar orientação médica.

Um neuropediatra pode avaliar a situação e descartar outras condições médicas subjacentes.

Enquanto isso, aqui estão algumas dicas para lidar com os ataques de tremores em crianças:

  1. Mantenha a calma: Responder com calma e tranquilidade durante um episódio pode ajudar a criança a se sentir mais segura.
  2. Observe padrões: Mantenha um registro dos episódios, incluindo horários, duração e possíveis desencadeadores.
  3. Promova um ambiente acolhedor: Crie um ambiente seguro e confortável para seu filho, com rotinas consistentes e tempo para relaxamento.
  4. Busque suporte emocional: Se necessário, procure aconselhamento psicológico ou terapia para ajudar a criança a lidar com a ansiedade ou o estresse emocional.

Os ataques de tremores em crianças podem ser desconcertantes, mas na maioria dos casos, não representam uma ameaça à saúde.

Com apoio médico adequado e estratégias de manejo eficazes, é possível ajudar a criança a lidar com esses episódios e promover seu bem-estar emocional.

Se você tiver preocupações sobre shuddering attacks em seu filho, não hesite em procurar a orientação de um neuropediatra qualificado.

Dra. Eugênia Fialho é Neurologista Infantil pela Universidade Federal de São Paulo, com especialização em Epilepsia e Medicina do Sono pela USP. Possui títulos de especialista de Pediatria e Neurofisiologia Clínica.
Dra. Eugênia Fialho é Neurologista Infantil pela Universidade Federal de São Paulo, com especialização em Epilepsia e Medicina do Sono pela USP. Possui títulos de especialista de Pediatria e Neurofisiologia Clínica.

Para quem se interessa em saber um pouco pais, preparei um material baseado em literatura médica: aproveitem!

Ataques de Tremores – Um fenômeno benigno em crianças

Os ataques de tremores são episódios breves de tremores que podem ocorrer com alta frequência, assemelham-se a convulsões e causam preocupação substancial entre os pais.

Foi relatado pela primeira vez em 1976 como um prenúncio de tremor essencial em 6 bebês e crianças com histórico familiar de tremor, mas relatórios subsequentes não conseguiram confirmar esta associação.

Acredita-se que a incidência de ataques de tremores seja muito baixa, mas erros de diagnóstico são comuns.

Em 2 hospitais terciários no oeste da Arábia Saudita, 12 crianças com ataques de tremores foram identificadas durante um período de 6 anos, nenhuma das quais foi encaminhada com diagnóstico preciso. Em 1 centro na Alemanha, 3 crianças foram diagnosticadas no período de 1 ano.

Em Sydney, Austrália, durante 10 anos, 21 de 666 crianças submetidas a investigação de eletroencefalograma (EEG) para eventos paroxísticos foram diagnosticadas com movimentos de tremor, representando 7% de 285 eventos não epilépticos.

Apresentação Clínica dos Ataques de Tremores em Crianças

Os ataques de tremor geralmente se apresentam como enrijecimento, postura tônica e movimentos rápidos de tremores na cabeça e nas extremidades superiores, às vezes envolvendo o tronco.

A expressão facial pode mudar durante um ataque, incluindo olhar fixo, desvio dos olhos, aperto dos lábios e cerramento dos dentes. Os eventos normalmente duram de alguns a 15 segundos.

A frequência dos ataques varia amplamente, mas pode ocorrer até centenas de vezes por dia e os episódios podem ocorrer em grupos de intervalos mais longos.

Os ataques de tremores diferem dos tremores comuns em sua maior duração, maior frequência e postura dos braços.

As crianças permanecem totalmente conscientes durante e após um episódio, distinguindo ataques de tremores de convulsões.

As crises têm início paroxístico durante atividades normais, como ao sentar em uma cadeira ou ao trocar fraldas.

Eles ocorrem espontaneamente e não são desencadeados por movimentos voluntários, embora um menino de 15 meses tenha apresentado episódios associados à pressão de peças de Lego e movimentos de cabeça ao secar o cabelo.

Os gatilhos das crises incluem excitação, comer e frustração por não conseguir realizar uma tarefa.

Não há relato de ataques de tremores durante o sono.

Fisiopatologia dos Ataques de Tremores em Crianças

A fisiopatologia dos ataques de tremores é desconhecida.

Há uma hipóteses de que seriam a expressão do tremor essencial no cérebro imaturo, e a apresentação de ataques de tremores pode ser semelhante ao tremor essencial postural.

No entanto, um estudo com 39 crianças menores de 18 anos de idade com tremor essencial não encontrou histórico pessoal ou familiar de ataques de tremores, e outros relatórios não encontraram histórico familiar de tremor essencial.

Um relatório sugeriu que os ataques de tremores poderiam ser uma variante da mioclonia benigna da primeira infância, que pode apresentar movimentos semelhantes e também pode ser desencadeada pela alimentação e pela excitação.

No entanto, esta condição tende a ter movimentos espasmódicos em vez de trêmulos e geralmente remite por volta dos 2 anos de idade.

Várias pacientes tinham história de parto prematuro iminente, sugerindo uma possível relação com estresse intrauterino.

Outra explicação sugerida é que os ataques de tremores são uma variante dos tiques motores, ambos ocorrendo exclusivamente durante a vigília e precipitados por excitação ou frustração.

No entanto, apenas 3 crianças com ataques de tremores também tinham histórico de tiques, e nenhuma apresentou tiques motores ou vocais no acompanhamento.

A deficiência de vitamina D tem sido sugerida como causa de arrepios e tremores benignos em recém-nascidos, mas apenas um relato de ataques de tremores em crianças incluiu uma investigação bioquímica e encontrou um nível limítrofe de vitamina D.

Outras teorias propõem que os ataques de tremor são convulsões com descargas epileptiformes profundas não detectadas no EEG, ou que são eventos autonômicos paroxísticos semelhantes a espirros ou bocejos.

Diagnóstico dos Ataques de Tremores em Crianças

A filmagem dos episódios é útil para distinguir movimentos de ataque de tremores de crises tônicas ou mioclônicas.

No entanto, o diagnóstico preciso é melhor apoiado pela documentação de achados normais de EEG, com apenas artefatos musculares presentes durante um ataque.

Os traçados mostram movimentos motores de baixa amplitude e alta frequência (8 a 10 ciclos por segundo), diferindo dos movimentos mioclônicos ou clônicos nas crises de ausência, que são de maior amplitude e menor frequência.

Os resultados do exame neurológico de crianças com ataques de tremores são normais.

Os parâmetros de crescimento, incluindo o perímetro cefálico e as avaliações do desenvolvimento, são geralmente normais em crianças com crises de tremores, embora haja relatos de diagnóstico em crianças com atraso leve no desenvolvimento.

Exames de sangue não são necessários, pois os resultados de glicemia, eletrólitos e exames endócrinos são normais.

A imagem do cérebro não é recomendada em crianças com esta suspeita de diagnóstico.

Entre 12 crianças diagnosticadas com ataques de tremores, 5 fizeram tomografia computadorizada e 3 fizeram ressonância magnética antes avaliação especializada e todos os resultados foram normais.

Orientação aos Pais sobre Ataques de Tremores em Crianças

A orientação dos pais sobre o quadro é tudo o que é necessário para esta condição benigna.

Os ataques de tremores em crianças não estão associadas à epilepsia mais tarde na vida.

Os medicamentos antiepilépticos não são eficazes para ataques de tremores.

As crianças que receberam terapia antiepiléptica antes de uma avaliação especializada foram descontinuadas dos medicamentos sem efeito na frequência das crises.

Resumindo Ataques de Tremores em Crianças

Os ataques de tremores em crianças são movimentos de tremores na cabeça e nas extremidades superiores que normalmente duram vários segundos e podem ocorrer em alta frequência.

Os achados normais do exame neurológico e o traçado EEG normal distinguem esta condição das síndromes epilépticas.

As crises de tremores diminuem espontaneamente em frequência e eventualmente remitem com a idade, não necessitando de farmacoterapia.

*Fonte: Shuddering attacks A benign phenomenon in children Jessie J. Wang Ran D. Goldman MD FRCPC – Canadian Family Physician | Le Médecin de famille canadien } Vol 67: FEBRUARY | FÉVRIER 2021

Para ilustrar trago um vídeo de Ataques de Tremores em Crianças

Para saber mais clique aqui.

Back To Top