skip to Main Content
(11) 3031-6164 (11) 99003-8847
Neuropediatra Especialista Em Epilepsia

Epilepsia na Infância: o Papel do Neuropediatra Especialista em Epilepsia

Meu Filho Tem Epilepsia: A Importância de Consultar um Neuropediatra Especialista em Epilepsia

Descobrir que seu filho tem epilepsia pode ser uma experiência desafiadora e repleta de preocupações. Nesse momento delicado, a busca por orientação e cuidados especializados é essencial para garantir o melhor para a saúde e bem-estar da criança. Ter o acompanhamento com um médico especialista em epilepsia viabilizará um acompanhamento mais adequado à criança.

Como o Neuropediatra Especialista em Epilepsia Avalia uma Criança com Epilepsia?

  1. Diagnóstico Preciso: Existem diferentes tipos de epilepsia. Um diagnóstico preciso é a base para um tratamento eficaz. Especialistas em epilepsia, como neuropediatras ou neurologistas especializados, possuem conhecimentos específicos para identificar o tipo exato de epilepsia que afeta seu filho. Isso é fundamental, pois diferentes formas de epilepsia podem exigir abordagens distintas de tratamento.
  2. Indicação de exames: Especialistas em epilepsia saberá direcionar o exame necessário a cada caso, como eletroencefalograma (EEGs) prolongado, videoeletrencefalograma diagnóstico (VEEG) e ressonância magnética especializada, que ajudam a fornecer uma avaliação detalhada da atividade cerebral da criança. Essas ferramentas são cruciais para um entendimento abrangente da condição e para determinar a melhor estratégia de tratamento.
  3. Planejamento de Tratamento Específico:  cada criança é única, e a epilepsia pode se manifestar de maneiras diferentes em cada caso. Um neuropediatra especialista em epilepsia levará em consideração fatores como a idade da criança, a frequência das crises, o impacto nas atividades diárias e quaisquer comorbidades para desenvolver um plano de tratamento personalizado e eficaz.
  4. Esclarecimento de Dúvidas e Preocupações: Receber um diagnóstico de epilepsia pode gerar muitas dúvidas e preocupações para os pais. Um neuropediatra especialista em epilepsia está preparado para esclarecer todas as dúvidas, explicar detalhes sobre a condição da criança, fornecer informações sobre o prognóstico e discutir as opções de tratamento de maneira acessível e compreensível.
  5. Gerenciamento de Efeitos Colaterais: Os medicamentos anticrise comumente prescritos podem ter efeitos colaterais, e é vital monitorar e gerenciar esses aspectos durante o tratamento. Um  neuropediatra especialista em epilepsia acompanhará de perto a criança, ajustando a medicação conforme necessário e garantindo o equilíbrio entre o controle das crises e a minimização de efeitos adversos.
  6. Apoio Emocional e Educativo: Além do aspecto médico, um especialista em epilepsia compreende o impacto emocional que a condição pode ter na criança e na família. Eles oferecem apoio emocional, educativo e prático, ajudando a enfrentar os desafios diários e a integrar a criança em atividades escolares e sociais.
  7. Atenção à Saúde da Criança: um neuropediatra especialista em epilepsia age como um defensor da saúde da criança, colaborando com outros profissionais de saúde, educadores e terapeutas para garantir um suporte abrangente. Essa abordagem colaborativa é fundamental para otimizar o desenvolvimento da criança e sua qualidade de vida.

Consultar um neuropediatra especialista em epilepsia quando seu filho é diagnosticado com essa condição é um passo crucial para proporcionar o melhor cuidado possível. Além do conhecimento técnico, esses profissionais oferecem suporte integral, compreendendo as complexidades da epilepsia infantil e ajudando a criança a atingir todo o seu potencial.

Ao buscar a orientação de um neuropediatra especialista em epilepsia, os pais estão investindo no bem-estar a longo prazo de seus filhos, proporcionando não apenas tratamento, mas também apoio emocional e educacional essenciais para enfrentar essa jornada desafiadora.

*Se você têm dúvidas sobre epilepsia, consulte um especialista!

Dra Eugenia Neuropediatra
Dra. Eugênia Fialho é Neurologista Infantil pela Universidade Federal de São Paulo, com especialização em Epilepsia e Medicina do Sono pela USP. Possui títulos de especialista de Pediatria e Neurofisiologia Clínica (Epilepsia)

O que é Epilepsia em Crianças?

A epilepsia em crianças é uma condição neurológica que afeta milhões de famílias em todo o mundo. Embora possa ser um diagnóstico preocupante, entender essa condição é o primeiro passo crucial para lidar com ela de maneira eficaz. Neste artigo, vamos explorar o que é a epilepsia em crianças, seus sintomas, diagnóstico e como os pais, cuidadores e profissionais de saúde podem oferecer apoio.

Compreendendo a Epilepsia Infantil

A epilepsia é uma condição caracterizada por convulsões recorrentes. Quando se manifesta em crianças, é conhecida como epilepsia infantil ou epilepsia pediátrica. Essas convulsões resultam de atividade elétrica anormal no cérebro e podem variar de leves a severas. Cada criança pode apresentar sintomas diferentes, o que torna essencial o diagnóstico precoce.

Sintomas Comuns da Epilepsia em Crianças

Os sintomas da epilepsia infantil podem variar amplamente, tornando a identificação desafiadora. Alguns sinais comuns incluem:

  • Convulsões: Movimentos involuntários e anormais do corpo, que podem envolver espasmos musculares, rigidez ou perda de consciência.
  • Comportamento estranho: A criança pode apresentar olhar fixo, murmuração ou comportamento fora do comum durante uma convulsão.
  • Alterações de consciência: Algumas crianças podem ter lapsos momentâneos de consciência.
  • Desmaios: Em casos mais graves, a criança pode perder a consciência completamente.

Diagnóstico e Causas

O diagnóstico da epilepsia infantil envolve uma avaliação médica completa, incluindo histórico clínico, exames físicos e exames neurológicos. Exames de imagem cerebral, como o EEG (eletroencefalograma), são frequentemente usados para registrar a atividade cerebral e confirmar o diagnóstico.

As causas da epilepsia infantil podem variar, incluindo fatores genéticos, lesões cerebrais ou causas desconhecidas em alguns casos.

Oferecendo Apoio e Gerenciando a Epilepsia em Crianças

O diagnóstico de epilepsia em uma criança pode ser avassalador para os pais. No entanto, é importante lembrar que muitas crianças com epilepsia levam vidas saudáveis e produtivas com o tratamento adequado. Aqui estão algumas etapas importantes:

  • Tratamento Médico: Consulte um neurologista pediátrico para discutir opções de tratamento, que podem incluir medicamentos antiepilépticos, cirurgia ou terapias alternativas.
  • Educação e Conscientização: Aprenda sobre a epilepsia e compartilhe informações com familiares, educadores e amigos para criar um ambiente de apoio.
  • Segurança: Mantenha um ambiente seguro para a criança, tomando medidas para prevenir acidentes durante as convulsões.
  • Apoio Emocional: Procure grupos de apoio locais ou online, onde você possa se conectar com outras famílias enfrentando desafios semelhantes.
  • Acompanhamento Médico: Continue com visitas regulares ao médico para monitorar o progresso da criança e ajustar o tratamento conforme necessário.

A epilepsia em crianças é uma condição desafiadora, mas com diagnóstico precoce, tratamento adequado e apoio emocional, muitas crianças podem levar vidas plenas e saudáveis. Lembre-se de que você não está sozinho nessa jornada.

Com conhecimento, compreensão e cuidados adequados, é possível enfrentar a epilepsia infantil e dar à criança afetada a oportunidade de um futuro brilhante. Se você suspeitar que seu filho pode ter epilepsia, consulte um neuropediatra especialista em epilepsia para obter orientação e suporte especializados.

Você saberia falar com uma criança sobre epilepsia?

Confira algumas dicas importantes aqui.  

 

A Importância do Acompanhamento com um Neuropediatra Especialista em Epilepsia para Crianças

O diagnóstico de epilepsia em uma criança pode trazer desafios e preocupações significativas para pais e cuidadores. Nesse contexto, a escolha de um neuropediatra especialista em epilepsia torna-se crucial para garantir o melhor cuidado e qualidade de vida para a criança.

Diagnóstico Especializado:

O diagnóstico preciso e especializado da epilepsia em crianças é essencial para determinar o tipo específico da condição, sua gravidade e os melhores métodos de tratamento. O neuropediatra especialista em epilepsia tem experiência específica na avaliação de distúrbios neurológicos em crianças, permitindo um diagnóstico mais refinado e personalizado.

Conhecimento Atualizado sobre Tratamentos

A área da epilepsia está em constante evolução, com novas abordagens de tratamento e medicamentos sendo desenvolvidos regularmente. Um neuropediatra especialista em epilepsia está bem informado sobre as últimas pesquisas e avanços na área, o que é fundamental para oferecer à criança as opções de tratamento mais eficazes e inovadoras.

Personalização do Plano de Tratamento

Cada criança é única, e a epilepsia pode se manifestar de maneiras diferentes em cada caso. Um neuropediatra especializado compreende a importância de personalizar o plano de tratamento de acordo com as necessidades específicas da criança. Isso envolve a escolha dos medicamentos mais adequados, a consideração de terapias complementares e a adaptação do tratamento conforme necessário ao longo do tempo.

Avaliação Abrangente de Desenvolvimento

A epilepsia pode ter impactos significativos no desenvolvimento cognitivo, emocional e social da criança. Um neuropediatra especializado realiza uma avaliação abrangente, levando em consideração não apenas as questões neurológicas imediatas, mas também o impacto a longo prazo no desenvolvimento global da criança. Isso inclui a consideração de questões educacionais e sociais que podem surgir devido à condição.

Gerenciamento de Comorbidades

Muitas crianças com epilepsia podem apresentar comorbidades, como transtornos de aprendizagem, distúrbios do sono ou questões emocionais. Um neuropediatra especializado está preparado para gerenciar essas comorbidades de maneira integrada, colaborando com outros profissionais de saúde, como psicólogos, terapeutas ocupacionais e educadores, para garantir um suporte abrangente.

Apoio às Famílias

Além de cuidar da saúde da criança, um neuropediatra especializado compreende a importância de apoiar emocionalmente as famílias que enfrentam o desafio da epilepsia. Esse profissional fornece informações claras, orientações compreensíveis e uma abordagem acolhedora para ajudar as famílias a enfrentar a jornada da epilepsia com confiança.

O acompanhamento com um neuropediatra especialista em epilepsia é crucial para garantir um tratamento eficaz, personalizado e abrangente para crianças com essa condição.

A expertise do neuropediatra não apenas no diagnóstico e tratamento, mas também no suporte emocional e educacional, contribui significativamente para a qualidade de vida da criança e de sua família.

Ao buscar um neuropediatra especialista em epilepsia, os pais e cuidadores estão investindo no bem-estar a longo prazo da criança e proporcionando as melhores oportunidades para seu desenvolvimento e sucesso.

 

Como Saber se uma Criança Está Apresentando uma Crise Epiléptica?

A epilepsia é uma condição neurológica que pode afetar pessoas de todas as idades, incluindo crianças. Identificar uma crise epiléptica em uma criança pode ser preocupante para os pais e cuidadores, mas é fundamental saber como reconhecê-la e responder adequadamente.

Neste artigo, discutiremos os sinais e sintomas comuns de uma crise epiléptica em crianças, fornecendo informações valiosas para que você possa agir de maneira apropriada e buscar ajuda de neuropediatra especialista em epilepsia quando necessário.

Sintomas Comuns de uma Crise Epiléptica em Crianças

  1. Convulsões: As convulsões são o sintoma mais reconhecido de uma crise epiléptica. Durante uma convulsão, uma criança pode apresentar movimentos involuntários, como tremores, contrações musculares rítmicas e movimentos descontrolados dos braços e pernas. As convulsões podem variar em intensidade e duração.
  2. Alterações de Consciência: Em algumas crises epilépticas, a criança pode perder a consciência temporariamente. Isso pode ser acompanhado por um olhar vago e falta de resposta a estímulos.
  3. Movimentos Incomuns dos Olhos: Em algumas crianças, os olhos podem se mover rapidamente de um lado para o outro durante uma crise.
  4. Alterações Comportamentais: Algumas crianças podem apresentar comportamentos estranhos ou anormais durante uma crise, como mastigar repetidamente, mexer nas roupas ou puxar objetos.
  5. Desconforto Abdominal ou Náusea: Algumas crises epilépticas podem começar com desconforto abdominal ou náusea, seguidos por convulsões.

* Saiba mais sobre os diferentes tipos de crises epilépticas

O Que Fazer Se Você Suspeitar de uma Crise Epiléptica

Se você suspeitar que uma criança está tendo uma crise epiléptica, é importante agir de maneira calma e segura:

  1. Mantenha a Calma: Mantenha a calma para não assustar a criança ainda mais. Lembre-se de que a maioria das crises epilépticas é de curta duração e raramente representa uma ameaça à vida.
  2. Proteja a Criança: Coloque a criança em um local seguro para evitar lesões durante as convulsões. Afaste objetos perigosos que possam estar próximos.
  3. Não Segure ou Restrinja: Não tente segurar ou restringir os movimentos da criança durante uma convulsão. Isso pode causar lesões.
  4. Posicione-a de Lado: Vire a criança de lado para ajudar a evitar a aspiração de saliva ou vômito.
  5. Observe a Duração: Observe o tempo que a convulsão dura. Se a crise durar mais de cinco minutos ou se outra crise começar logo após a primeira, chame imediatamente uma ambulância.
  6. Proteja a Cabeça: Coloque um travesseiro ou uma almofada sob a cabeça da criança, caso ela esteja deitada.
  7. Fique Atento a Sinais de Perigo: Fique atento a sinais de perigo, como dificuldade respiratória ou lábios azulados, e chame a ajuda médica imediatamente.

Buscando Ajuda Médica

Se uma criança apresentar uma crise epiléptica, é fundamental buscar ajuda médica para determinar a causa e estabelecer um plano de tratamento adequado. Um neuropediatra especialista em epilepsia pode avaliar a criança, realizar exames e prescrever o tratamento apropriado, que pode incluir medicamentos antiepilépticos.

Saber como reconhecer os sinais e sintomas de uma crise epiléptica em uma criança é essencial para tomar medidas adequadas e garantir seu bem-estar. Mantenha a calma, proteja a criança e busque ajuda médica quando necessário. Com o diagnóstico e o tratamento adequados, muitas crianças com epilepsia podem levar uma vida plena e ativa.

Você sabe como é feito um VEEG?

*confira neste vídeo! Legendas em inglês.

Back To Top