skip to Main Content
(11) 3031-6164 (11) 99003-8847
Criança Com Convulsao Neuropediatra Especialista Em Epilepsia

Qual é o médico trata epilepsia em crianças? Neuropediatra especialista em epilepsia

Quem trata epilepsia em crianças é o neuropediatra especialista em epilepsia!

Como se faz o diagnóstico de epilepsia em crianças?

O neuropediatra especialista em epilepsia diagnosticará epilepsia em crianças após avalição da história de crises, exames e testes que podem incluir:

  1. exame físico geral, exame neurológico e história médica da criança: o neuropediatra verificará os sinais vitais do seu filho, observará sinais e sintomas presentes e obterá um histórico médico completo da criança e histórico familiar de epilepsia, se houver.
  2. Exames de sangue: exames de sangue podem ser necessários para verificar se uma condição subjacente causou os sintomas do seu filho.
  3. Testes de imagem: exames de imagem, como uma ressonância magnética, podem ajudar o médico do seu filho entender melhor o que causou a epilepsia.
  4. Eletroencefalograma: este exame mede a atividade elétrica cerebral do seu filho, sendo um importante exame complementar na avaliação de quadros de epilepsia.

Os exames ajudam o seu médico a entender sobre a saúde do seu filho e a descartar possíveis causas de epilepsia.
Um diagnóstico de epilepsia pode levar tempo e geralmente não acontece da noite para o dia.

Como é tratada a epilepsia em crianças?

O tratamento para epilepsia em crianças pode incluir:

• Medicamentos para prevenir convulsões ou crises epilépticas: as medicações anti crises epilépticas tratam apenas os sintomas da epilepsia e a frequência das convulsões, não a causa.

Esses medicamentos ajudam a prevenir as irregularidades elétricas que causam as convulsões, mas apenas enquanto estão na corrente sanguínea. Portanto, é muito importante que seu filho tome a medicação prescrita de forma regular e no horário correto.

Cirurgia: Se os medicamentos não funcionarem, o seu médico poderá recomendar uma cirurgia cerebral especializada para identificar a causa da epilepsia no seu filho. Muitos casos de epilepsia que não responde ao tratamento com medicação podem ser tratados com cirurgia para epilepsia.

Dispositivos médicos implantados: Os dispositivos médicos utilizam tecnologia avançada para ajudar o seu filho a controlar os sintomas da epilepsia se os medicamentos se revelarem ineficazes.

Os dispositivos médicos comuns incluem um estimulador do nervo vago ou um estimulador cerebral profundo. Os estimuladores enviam correntes elétricas para partes específicas do cérebro do seu filho para regular o funcionamento das células cerebrais.

Dieta cetogênica: Para algumas crianças com epilepsia de difícil manejo, a dieta cetogênica pode ser útil. Este plano de refeições com alto teor de gordura e baixo teor de carboidratos deve ser supervisionado por uma equipe médica e nutricionista.

As crianças podem responder de maneira diferente ao tratamento, portanto o que funciona para uma criança pode variar de outra.

Pode ser necessário tentar alguns tipos diferentes de tratamento antes que o neuropediatra especialista em epilepsia do seu filho encontre aquele que funciona melhor para ele.

Como cuidador, o que preciso saber sobre medicamentos para epilepsia para meu filho?

Se o seu filho estiver tomando remédio para epilepsia, você pode conversar com o médico para ter certeza de que ele está tomando o remédio da maneira correta. Algumas coisas que você deve prestar atenção incluem:

  1. Aprenda o horário do medicamento (quantas vezes por dia deve ser tomado, se deve ser tomado com alimentos, etc.).
  2. Descubra o que fazer se o seu filho se esquecer de tomar uma dose do medicamento.
  3. Saber se algum dos medicamentos exige exames de sangue.
  4. Esteja ciente dos potenciais efeitos secundários dos medicamentos e do que fazer com eles.
  5. Pergunte ao seu médico o que fazer se o seu filho estiver doente ou tiver febre. A febre às vezes provoca convulsões.
  6. Certifique-se de que a escola do seu filho saiba que ele toma medicamentos para a epilepsia e que foram tomadas providências para que ele os tome na escola (se necessário).
  7. Certifique-se de que a escola tenha um plano de resgate contra convulsões, caso ocorram.

Existem efeitos colaterais do tratamento?

Os possíveis efeitos colaterais variam de medicamento para medicamento, mas alguns medicamentos anticonvulsivantes podem causar o seguinte:
• Sonolência.
• Alterações na função hepática ou na função da medula óssea do seu filho.
• Erupções cutâneas.
• Dor de estômago.
• Mudanças no apetite.

Pergunte ao seu neuropediatra especialista em epilepsia quais efeitos colaterais são possíveis com o medicamento que seu filho está tomando. Os efeitos colaterais podem diminuir depois que o corpo do seu filho se ajusta à medicação ao longo do tempo.

Se seu filho apresentar efeitos colaterais, converse com a equipe médica para ter certeza de que o medicamento é adequado para ele.

*Fonte: my.clevelandclinic.org

 

Back To Top