skip to Main Content
(11) 3031-6164 (11) 99003-8847
Transtorno Do Espectro Autista (TEA) Versus Transtorno Do Desenvolvimento (TDL)

Transtorno do Espectro Autista (TEA) versus Transtorno do Desenvolvimento da Linguagem(TDL)

Considerações sobre o diagnóstico diferencial entre Transtorno do Espectro Autista e Transtorno de Linguagem

O Transtorno de Espectro Autista (TEA) é uma desordem do desenvolvimento neurológico caracterizada pela deficiência na comunicação e na interação social, padrões excessivamente repetitivos e insistentes de comportamentos, interesses e atividades restritas.

O transtorno do desenvolvimento da linguagem (TDL) é uma condição que acomete 7 a 8% das crianças, sendo um importante diagnóstico diferencial do TEA.

Que diferenças devemos considerar?

No TDL observa-se dificuldade persistente na aquisição e no uso da linguagem, há déficits na compreensão ou na produção com vocabulário reduzido, estrutura limitada de frases, prejuízo no discurso, a capacidade linguística está abaixo do esperado para a idade, resultando em limitações funcionais na comunicação efetiva, na participação social, no sucesso acadêmico ou no desempenho profissional.

Os sinais de TDL são observados precocemente ao início do desenvolvimento da linguagem da criança. Tais dificuldades não são causadas por deficiência auditiva ou outro prejuízo sensorial, disfunção motora ou outra condição médica neurológica, não sendo explicada por deficiência intelectual ou por atraso global do desenvolvimento.

Nos primeiros anos de vida, TEA e TDL podem se manifestar de maneira muito parecida e inespecífica. Ambos se apresentam com atraso no início da linguagem ou dificuldades de interação social, mas crianças com Transtorno do Espectro Autista tem maior prejuízo funcional comparadas às crianças com TDL.

Os testes de linguagem não mostram diferença significativa entre os transtornos, sendo a ecolalia uma manifestação dos dois distúrbios. O TDL deve ser considerado um diagnóstico diferencial em crianças com quadro de com predomínio de atraso na comunicação e sem outros sinais.

No Transtorno do Espectro Autisra observa-se prejuízo na comunicação verbal, além de déficits em vários aspectos da interação social e alterações comportamentais distintas.

Tanto o TEA como o TDL apresentam atraso e alterações nas habilidades de linguagem, e as características comportamentais é que apontarão as diferenças. Deve-se atentar para a presença ou não de comunicação não-verbal com gestões e expressões faciais, a atenção compartilhada, capacidade imaginativa nas brincadeiras

Crianças com dificuldade de linguagem e comunicação no primeiro ano de vida devem ser rastreadas para transtornos neuropsiquiátricos, especialmente TEA e TDL, mas deve-se sempre considerar outros transtornos como transtorno de déficit atenção e hiperatividade, deficiência intelectual, outros quadros clínicos que impactam no desenvolvimento como alterações genéticas, epilepsia, déficit auditivo ou visual e distúrbios do sono

É importante considerar que a observação clínica cuidadosa de cada criança com alterações em seu desenvolvimento é o principal meio pelo qual deve ser feito o diagnóstico: a avaliação com equipe interdisciplinar é essencial para adequada condução do caso.

Back To Top