skip to Main Content
(11) 3031-6164 (11) 99003-8847
Treinamento Do Sono Para Bebês

Treinamento do Sono para Bebês

Treinamento do Sono para Bebês e Crianças Pequenas: como ensinar seu filho a dormir!

Bebês são verdadeiros dorminhocos! Entretanto, o padrão de sono nessa idade é pouco regular, o que pode ser bastante cansativo para os pais.

Os bebês levam cerca de 3 a 6 meses para desenvolver seu relógio biológico interno, ou ritmo circadiano.

Quando se estabelece o ritmo circadiano, os bebês naturalmente vão querer dormir mais à noite e ficar mais acordados durante o dia.

É nesse momento que os pais já podem ajudar seus filhos a ter um sono mais consistente, permitindo que todos da casa possam descansar à noite.

O que é treinamento do sono?

O treinamento do sono é uma maneira que os pais ensinam a seus filhos adormecerem por conta própria.

O sono funciona em ciclos durante a noite, que vai do sono mais superficial ao sono profundo.

Quando há uma superficialização do sono na madrugada, podem ocorrer pequenos despertares, e é nesse momento que faz toda a diferença para a criança e para os cuidadores, a autonomia para adormecer.

Um bebê que aprende a se acalmar e voltar a dormir sozinho quando o sono “cicla” durante à noite, poderá ter um padrão de sono noturno mais consistente, permitindo que os cuidadores também descansem.

Existem vários métodos de treinamento do sono que os pais podem usar, desenvolvidos por pediatras e especialistas em sono.

Depois de treinados para dormir, os bebês podem dormir por 9 a 12 horas durante a noite.

Com um sono mais reparador, eles se sentirão melhor durante o dia, assim como seus pais – o que pode melhorar a qualidade de vida de toda família!

Os cochilos durante o dia ainda são necessários, mas os cuidadores poderão desfrutar de um sono noturno mais reparador.

Quanto tempo leva o treinamento de sono?

Depende do método!

Em alguns métodos de treinamento do sono, os bebês podem dormir sozinhos em questão de dias.

Para outros, métodos particularmente mais suaves que minimizam o choro, o processo pode demorar mais.

Não existe uma maneira certa de treinar para dormir, mas permanecer consistente e ser paciente– é a chave para o sucesso.

Em que idade o bebê já pode receber o treinamento do sono?

Os bebês NÃO estão prontos para o treinamento do sono até os 4-6 meses de idade.

Isto se explica pelo fato d que bebês muito novos não desenvolveram os ritmos circadianos que os ajudarão a dormir a noite toda.

Por volta dos 4-6 meses, eles são capazes de adquirir habilidades como dormir de forma independente e ainda não se “acostumaram muito” com alguém os ninando para dormir. Dormir no colo ainda não se tornou uma associação de início de sono.

Considera-se que seis meses é um bom momento para iniciar o treinamento do sono, mas você pode começar aos 4 meses ou aos 9 meses.

Aos 8 meses pode ser melhores para alguns bebês, pois nessa idade eles não precisam mais comer durante a noite.

Pode ser difícil saber quando seu bebê está pronto para o treinamento do sono.

No entanto, se o seu bebê começar a adormecer sozinho à noite (mesmo que acorde durante a noite), provavelmente ele está pronto.

E se eu não quiser fazer o treinamento do sono em meu bebê?

Assim como não existe uma idade exata para começar o treinamento do sono, você também não é obrigada a treinar o sono do seu bebê.

Os bebês acabarão aprendendo a dormir sozinhos!

No entanto, o treinamento do sono é eficaz e oferece benefícios significativos tanto para os bebés como para os pais, sem evidências de efeitos negativos a longo prazo.

Quando os bebês não conseguem dormir bem, é angustiante tanto para o bebê quanto para os pais.

As crianças podem desenvolver insônia infantil e os pais correm maior risco de depressão, estresse e problemas de saúde.

Por outro lado, quando os bebés dormem mais, os pais sentem-se melhor, e os seus bebés também.

Os bebês que dormem mais tranquilamente têm menos problemas de desenvolvimento e comportamento e têm um temperamento mais feliz em geral.

Confira algumas Estratégias para ter Mente no Treinamento do Sono do seu Bebê

Qualquer que seja o método de treinamento do sono escolhido, essas dicas podem ajudá-lo a manter a calma e a consistência durante todo o processo.

  1. Permita que seu bebê aprenda a se acalmar. Ao colocar seu bebê no chão quando ele estiver sonolento, ele adquirirá o hábito de adormecer sozinho. Então, quando acordar à noite, será mais fácil voltar a dormir sem a sua ajuda!
  2. Separe-se do seu bebê. Seu bebê não precisa ter seu próprio quarto para dormir, mas é importante que você encontre uma maneira de se separar dele para que ele possa aprender a se acalmar.
  3. Mantenha um horário de dormir consistente. A consistência é essencial no treinamento do sono. Crie consistência escolhendo um horário para dormir e cumprindo-o todas as noites.
  4. A maneira “certa” de treinar o sono é a maneira que combina com você e seu bebê. Existem várias abordagens diferentes para o treinamento do sono, como veremos a seguir. Alguns são mais adequados para algumas famílias, enquanto alguns funcionam melhor para outras. Não existe melhor maneira de treinar para dormir; é apenas descobrir o que funciona para o seu filho.
  5. Saiba que haverá algumas noites difíceis. O treinamento do sono pode ser um caminho de altos e baixos. Pode haver momentos em que um dos pais esteja fora da cidade ou seu bebê esteja se sentindo indisposto. Respire fundo, tente ser paciente e aceite isso como parte do processo.
  6. Seja otimista: no final das contas, vai dar certo. A maioria dos bebês dorme a noite toda por volta dos quatro a nove meses de idade, então não desanime! Mantenha um diário de treinamento do sono para acompanhar seu progresso (e os pontos difíceis ao longo do caminho) para que você possa permanecer positivo e consistente.
  7. O treinamento do sono é uma ferramenta que você pode usar conforme a rotina do seu filho muda. À medida que as crianças crescem e se desenvolvem, começam a frequentar a escola ou passam por outras mudanças na vida, elas podem precisar de ajustes.

Quais são os diferentes métodos de treinamento do sono?

Os pais usam vários métodos para treinamento do sono, e todos eles podem ser eficazes. O melhor método para sua família dependerá daquilo com que você e seu bebê se sentem mais confortáveis.

Extinção Sistemática – O método de deixar chorar

O método de treinamento do sono  conhecido como extinção, extinção total ou, simplesmente “deixar chorar” é o mais difícil para os pais.

Com esse método, os pais conduzem o bebê na rotina da hora de dormir, abraçam-no e dão-lhe um beijo de boa noite e depois saem do quarto.

Se o bebê chora, os pais não respondem. Eventualmente, o bebê se cansa de chorar ou volta a dormir.

Este método é bem conhecido e os proponentes dizem que funciona e rapidamente.

No entanto, muitos pais se sentem desconfortáveis ao deixar o bebê chorar e não consolá-lo.

Eles temem que isso aumente os níveis de estresse do bebê, cause traumas e leve a criança a pensar que não pode contar com a ajuda dos pais. Também é muito difícil para muitos pais ouvir o choro do bebê e não poder ajudá-lo.

Eu particularmente, não tenho simpatia por esse método, apesar de apresentá-lo como opção às famílias que acompanho.

O Método Ferber – Extinção Gradativa

O Método Ferber é semelhante ao anterior, mas mais gradual, daí seus apelidos de “extinção gradual”, espera progressiva e método de intervalo.

Com esse método, os pais seguem a mesma rotina de conduzir o bebê no ritual da hora de dormir, abraçá-lo e dar-lhe um beijo de boa noite, e depois sair do quarto e fechar a porta.

Nas primeiras noites, os pais voltam imediatamente sempre que o bebê chora, dando tapinhas nele e garantindo que ele fique calmo antes de sair novamente do quarto.

Após as primeiras noites, os pais aumentam gradualmente o tempo que deixam o bebê chorar antes de voltar ao quarto, chegando eventualmente a um ponto em que o bebê se acalma.

Este método atrai pais que se sentem desconfortáveis com o rigor da extinção sistemática, mas alguns ainda acham que pode ser traumatizante para o bebê.

No entanto, estudos do método Ferber não encontraram evidências de efeitos negativos a longo prazo nas emoções, estresse, comportamento ou apego de uma criança aos pais.

Se você escolher esse método, saiba que em algum momento seu bebê chorará e você não conseguirá responder.

O método de verificação e consolo

Uma variação do método Ferber, o método Check and Console incentiva os pais a verificar como estão seus bebês e consolá-los antes mesmo de começarem a chorar.

Por exemplo, nas primeiras noites, os pais podem sair do quarto e entrar um ou dois minutos depois para dizer que os amam ou para lhes dar um tapinha suave.

Os pais continuam saindo do quarto e voltando, aumentando gradativamente os intervalos para cerca de 15 minutos até adormecerem.

Este método pode demorar mais – até uma semana – e requer mais envolvimento dos pais.

Esteja atento à forma como seu bebê responde ao método Check and Console. As suas entradas para checagem podem excitá-lo e deixá-lo mais chateados quando você sair; nesse caso, outro método pode ser uma opção melhor.

O método Fading: Adormecimento da Presença dos Pais

O método Fading, também conhecido como “acampar”, incentiva os pais a permanecerem no quarto dos filhos até adormecerem.

Os pais podem fazer isso em pé ou sentados em uma cadeira no quarto dos filhos, uma variação conhecida como método da cadeira.

Com esse método, os pais orientam seus filhos na rotina da hora de dormir e os colocam na cama enquanto a criança ainda está sonolenta.

Depois, os pais ficam ao seu lado até adormecerem. A cada noite, os pais gradualmente se afastam do filho, permanecendo à vista deles.

Um princípio importante do método Fading ou Chair é proporcionar o mínimo de conforto à criança, verbal ou físico, enquanto mantém a distância física.

É comum que os bebês chorem durante o método Fading, o que pode ser difícil para os pais, principalmente porque eles podem vê-los chorar (em vez de apenas ouvi-los, como acontece com o método Cry It Out).

O adormecimento também normalmente leva mais tempo do que os métodos de Estinção Sistemática ou Gradual – até duas semanas – mas dá a alguns pais mais tranquilidade, já que eles não sentem que estão abandonando seus filhos.

Descobriu-se que os métodos Ferber e Fading melhoram significativamente o sono infantil, o sono dos pais e a saúde mental dos pais dentro de três meses, com melhora sustentada dois meses depois.

Num acompanhamento de dois anos, ambas as abordagens ainda não indicaram nenhum impacto negativo a longo prazo na saúde mental dos bebés, e as mães eram menos propensas a relatar sintomas de depressão.

Num acompanhamento de cinco anos, quando as crianças tinham seis anos, ainda não havia provas de que o treino do sono tivesse qualquer tipo de efeito negativo nas crianças.

O método “sem lágrimas”

Este método, também conhecido como método Gentle Sleep Training, concentra-se em ajudar seu bebê a aprender a dormir sozinho, sem chorar. Para conseguir isso, o método depende fortemente de uma rotina consistente na hora de dormir.

Essa rotina deve seguir o mesmo conjunto de atividades, feitas na mesma ordem, para que o bebê passe a reconhecer essas atividades como uma transição do dia para a noite e, consequentemente, da hora de dormir.

Pais podem usar uma variedade de táticas no método Gentle Sleep Training.

Alguns pais podem usar uma variação do método Ferber e sair completamente do quarto, mas entrarão novamente sempre que o bebê chorar.

Outros pais usam como base o método Fading, com aumento gradual da distância física entre eles e o bebê à noite.

Mas, quando o bebê chora, eles o tranquilizam, calando-o e dando tapinhas nele – em vez de simplesmente usar dicas verbais como no método Fading.

O truque é deitá-los antes de adormecerem, para que aprendam a se sentir confiantes e confortáveis em adormecer sozinhos, em vez de em seus braços.

Os métodos suaves de treinamento de sono são menos estressantes emocionalmente, pois não envolvem choro, mas demoram mais para serem bem-sucedidos.

Como resultado, os pais podem sofrer mais privação de sono com este método de treinamento do sono e uma possível regressão.

Lembre-se: o segredo é permanecer consistente mesmo quando fica difícil!

Como as rotinas da hora de dormir se enquadram no treinamento do sono?

As rotinas da hora de dormir representam um elemento-chave em cada um dos métodos de treinamento do sono acima.

Eles criam uma sensação de consistência nos bebês, o que os tranquiliza e os ajuda a se sentirem seguros para dormir.

Os bebês também não têm noção do dia e da noite na infância, e as rotinas da hora de dormir podem ajudá-los a distinguir entre os dois.

Ao seguir o mesmo conjunto de atividades todas as noites, as rotinas da hora de dormir ajudam o cérebro a reconhecer que é hora de dormir, especialmente se as atividades forem calmas e tranquilas.

Para as crianças, as rotinas da hora de dormir podem incluir atividades como tomar banho, escovar os dentes, ler uma história para dormir com você (ou inventar uma juntos), cantar uma música tranquila, dizer boa noite aos seus brinquedos favoritos e, claro, um beijo boa noite!

*Fonte: Sleep Training. Babies and Sleep – SleepFoundation.org 

Para ilustrar as explicações, segue um vídeo sobre o Método da Cadeira no Quarto

*legendas com tradução automática para português.

Associações Negativas com o Sono em Crianças: o Treinamento do Sono pode Transformar a Hora de Dormir em um Momento Positivo

A hora de dormir para muitas crianças pode ser marcada por associações negativas, como a separação dos pais, medo ou ansiedade.

Entenda como essas associações podem impactar o sono infantil e como o treinamento de sono é importante para prevenir que estas associações se instalem.

Impacto das Associações Negativas com o Sono

  1. Separação dos Pais: Para algumas crianças, a hora de dormir pode desencadear sentimentos de separação dos pais, resultando em resistência ao sono e dificuldades para adormecer sozinha.
  2. Medo e Ansiedade: A presença de medos noturnos, pesadelos ou ansiedades pode levar a criança a associar a hora de dormir a experiências negativas, criando um ciclo de resistência ao sono.
  3. Impacto na Qualidade do Sono: Associações negativas podem resultar em despertares noturnos frequentes, interrompendo o ciclo de sono e afetando a qualidade do descanso da criança.

Estratégias para Transformar a Hora de Dormir em um Momento Agradável

  1. Crie uma Rotina Noturna Positiva: Estabeleça uma rotina noturna consistente e positiva, incorporando atividades relaxantes, como leitura de histórias ou música suave, para criar uma transição suave para o sono.
  2. Aborde Medos e Ansiedades: Converse abertamente com a criança sobre seus medos e ansiedades relacionados ao sono. Ofereça conforto e ajuda para superar essas preocupações, transformando a hora de dormir em um momento de apoio emocional.
  3. Promova a Segurança e Conforto: Certifique-se de que o ambiente de sono da criança seja seguro e acolhedor. Permita que ela tenha objetos reconfortantes, como um bicho de pelúcia favorito, para criar uma sensação de segurança.
  4. Estabeleça Rituais Positivos: Introduza rituais noturnos positivos, como contar uma história especial ou criar uma tradição reconfortante antes de dormir, para associar a hora de dormir a momentos agradáveis.
  5. Seja Consistente nas Respostas: Ao lidar com resistência ao sono, seja consistente em suas respostas. Mostre compreensão, mas mantenha limites gentis para garantir que a criança compreenda a importância do sono para seu bem-estar.
  6. Introduza Técnicas de Relaxamento: Ensine técnicas de relaxamento, como respiração profunda ou visualização, para ajudar a criança a acalmar a mente e o corpo antes de dormir.

Transformar associações negativas com o sono em experiências positivas é um processo gradual, exigindo paciência e empatia por parte dos pais.

Ao adotar estratégias adequadas e criar um ambiente de sono acolhedor, os pais podem contribuir para uma hora de dormir mais tranquila e restauradora para suas crianças.

Lembre-se de que cada criança é única, e adaptar essas estratégias às necessidades individuais é essencial para promover um sono saudável e positivo.

Ao implementar essas práticas, os pais podem cultivar um ambiente propício ao sono, promovendo o desenvolvimento saudável e o bem-estar emocional de suas crianças.

Precisando de ajuda para seu filho dormir bem? Consulte um neuropediatra!

Dra. Eugênia Fialho é Neurologista Infantil pela Universidade Federal de São Paulo, com especialização em Epilepsia e Medicina do Sono pela USP. Possui títulos de especialista de Pediatria e Neurofisiologia Clínica.
Dra. Eugênia Fialho é Neurologista Infantil pela Universidade Federal de São Paulo, com especialização em Epilepsia e Medicina do Sono pela USP. Possui títulos de especialista de Pediatria e Neurofisiologia Clínica.

*Para saber mais sobre sono infantil, consulte nossas fontes: ABMS SleepFoundation

Back To Top